Existe algum conflito entre a Bíblia e a Ciência?

Em primeiro lugar, precisamos entender o propósito da ciência, bem como, o propósito e a linguagem da Bíblia.

A função e o propósito da ciência são muito claros, isto é, buscar a causa para todos os efeitos conhecidos, através da formulação teórica e comprovação experimental. Ciência não é pura especulação, mas formulação lógica e experimental. A ciência evolui firmando-se em uma base de conhecimentos adquiridos e não titubeia cada vez que seja necessário melhorar, alterar ou reformular essa base para o bem da verdade.

Qual a função e propósito da Bíblia? Com certeza, seu propósito não é trazer ao homem as equações do universo, pois, para isso, Deus já deu ao homem a inteligência e a sabedoria e ele realiza essa tarefa através da ciência. Entretanto, a função principal da Bíblia é a de transmitir uma mensagem de Deus ao homem, traduzindo sua vontade, sabedoria, justiça, propósito e planos para a humanidade em uma linguagem que possa ser compreendida por todos. Além disso, a Bíblia tem o propósito de alertar e mostrar ao homem as consequências das escolhas de seu arbítrio. Porque o homem tem o arbítrio, ele é responsável por suas decisões diante de Deus. Nesse sentido, a Bíblia orienta o homem em relação a essa responsabilidade. Veja o que Deus diz a Caim quando este intentava matar Abel:

Gn 4:6-7 Então o Senhor perguntou a Caim: Por que te iraste? e por que está descaído o teu semblante? Porventura se procederes bem, não se há de levantar o teu semblante? e se não procederes bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo; mas sobre ele tu deves dominar.

Observe que: "Sobre ti será o teu desejo; mas sobre ele deves tu dominar" diz exatamente isso!

Por essa razão, isto é, pelo fato de o homem ser responsável por suas escolhas e consequências, ele precisa de orientação espiritual. Assim, Deus procura falar ao homem através da Bíblia.

Por conseguinte, a fim de transmitir essa mensagem, a Bíblia usa recursos para catalisar o entendimento humano sem exclusão, pois esse livro não foi escrito só para doutores, mas para o mundo. É importante entender o princípio da "não-exclusão" que tem o seguinte propósito:

- Todos, em qualquer parte do mundo, de qualquer cultura, de qualquer nível social, de qualquer nível intelectual, poderão entender a mensagem espiritual e essencial da Bíblia. É lógico que a Bíblia é muito rica em fatos históricos e em cultura de sua época, poesia, ciência, profecias, e muitas outras informações, porém o cerne de tudo isso permanece em sua mensagem essencial: aquela que vai levar a todos o conhecimento da realidade humana, da vontade de Deus e dos recursos que iluminarão o caminho do homem para chegar a Deus.

Sl 119:105 Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho.

Com tal finalidade, a Bíblia usa determinados recursos como:

- linguagem figurada: trata-se da linguagem ilustrada através de fatos da vida real os quais qualquer um poderá entender e relacionar à mensagem transmitida.

- linguagem simbólica: refere-se ao uso de símbolos para representar personagens. Por exemplo, a Bíblia, às vezes, se refere aos anjos como "estrelas", aos governantes como "montes" ou "árvores altas" e assim por diante.

- linguagem relativa: consiste na mensagem transmitida, do ponto de vista de uma pessoa, limitada em conhecimento. Por exemplo, quando a Bíblia menciona que o "sol parou" ela está falando do ponto de vista da pessoa cujo conhecimento ainda é que o sol gira em torno da terra. Essa era uma visão comum. Esse era o conceito que temos visto com nossos olhos e achávamos até Galileu. Não falamos até hoje: "O sol se levanta no horizonte" ? É lamentável que alguém queira usar relatos semelhantes para afirmar que a Bíblia se contradiz.

- linguagem comparativa: trata-se do uso de parábolas para representar e catalisar o entendimento de fatos espirituais.

A Bíblia é um livro focado em assuntos espirituais, cuja finalidade é promover o conhecimento - que não se pode adquirir cientificamente - complementando assim o conhecimento do homem. A Bíblia leva em todo o seu conteúdo a noção de justiça, propósito, consequências, eternidade e mostra o caminho certo para o homem. A Bíblia discorre a respeito do bem e do mal, da vida e da morte. Fala da paz e da guerra, da justiça e da injustiça, da felicidade e da tristeza, da recompensa e da consequência. Apresenta coisas lindas e coisas terríveis, fala do tempo e da eternidade. Tudo porque foi criada para revelar e comunicar a verdade.

Quando alguém alega que a Bíblia entra em contradição com a ciência, certamente, não entende o seu propósito, além disso, desconhece os fatores acima e sua linguagem.

Mesmo não sendo o escopo principal das Escrituras, podemos sem hesitação falar que a Bíblia é um livro com algumas caractéristicas e aspectos relevantes:

- Histórico: Na verdade, existem inúmeros relatos históricos e culturais de época remota descritos somente na Bíblia, os quais foram posteriormente comprovados através da arqueologia. Essas descobertas confirmam a veracidade histórica da Bíblia. Lugares como, por exemplo, "Ur dos Caldeus". Este aparece relatado na Bíblia como cidade natal de Abraão foi descoberta pela arqueologia em 1923 através de escavações na região de "Tell al Muqayya ". Quem quer saber mais sobre esse argumento leia o livro "E a Bíblia tinha razão".

- Científico : Em virtude de descrever, em suas profecias, a evolução da ciência de modo que nenhum homem poderia prever há milhares de anos atrás.

Observe que, na referência abaixo, a Bíblia fala do avanço científico e do aumento da mobilidade humana devido ao avanço dos meios de transporte.

Dn 12:4 Tu, porém, Daniel, cerra as palavras e sela o livro, até o fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e a ciência se multiplicará.

Fala da televisão: (como poderia todo o mundo observar o mesmo evento?)

Ap 11:9 Homens de vários povos, e tribos e línguas, e nações verão os seus corpos por três dias e meio, e não permitirão que sejam sepultados.

Fala do avanço e controle da era da informática:

Ap 13:17 para que ninguém pudesse comprar ou vender, senão aquele que tivesse o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.

Não entenda a afirmação acima como sendo a interpretação de que a informática é "A Besta" ela é apenas um instrumento tecnológico, para o bem ou para o mal.

E dessa forma, as profecias de épocas futuras, descritas há séculos e milênios antes do seu surgimento, foram escritas na linguagem da época, mas relatavam meios tecnológicos avançados.

Profético : Fatos e eventos da história foram descritos com precisão na Bíblia antes que acontecessem e ainda existem muitos para se cumprir.

Um exemplo claro disso são as profecias de Daniel onde aparecem a estátua de Nabucodonosor, suas visões dos animais que representavam o surgimento, características e quedas dos impérios mundiais, e muitas outras.

Em todos os comentários que li ou ouvi até hoje, jamais verifiquei sequer um que, de fato, põe em dúvida a veracidade da Bíblia.

Embasado em todos esses argumentos e evidências, afirmo, categoricamente que a Bíblia e a ciência não estão em oposição, nem tampouco a Bíblia contradiz a verdadeira história.

Por isso, convido a todos para lerem , amarem e usarem em suas vidas a Bíblia.

 

INFORMAÇÔES